Obama ganha sementes de ilha italiana que acolhe imigrantes

MILÃO, 9 MAI (ANSA) - Em sua visita à Itália, que teve fim nesta terça-feira (9) com sua volta aos Estados Unidos, o ex-presidente norte-americano Barack Obama recebeu sementes provenientes da ilha de Lampedusa, conhecida em todo o mundo por ser uma das principais portas de entrada de imigrantes e refugiados na Europa. Após ter defendido o Acordo de Paris e a importância da alimentação para todos os povos do mundo na 3ª edição do "Seeds&Chips - The Global Food Innovation Summit", que aconteceu em Milão, o ex-mandatário ganhou do ministro das Políticas Agrárias da Itália, Maurizio Martina, sementes vindos da ilha siciliana, um símbolo mundial de acolhimento, solidariedade, esperança e integração. No local exato de onde foram retiradas as sementes, aliás, nasceu o projeto P'Orto di Lampedusa, da associação Terra! Onlus, que conseguiu tornar realidade uma rede de hortas comunitárias para relançar a agricultura local, redescobrindo e recuperando espécies autóctones que estavam em risco de desaparecer. "A horta realizada na Casa Branca nos ajudou a abrir um debate internacional no modo no qual vivemos e comemos. Nós queremos fazer o mesmo, continuando o caminho traçado pela Expo Milão", disse o ministro italiano.   

Compartilhamos agora nossas raízes, da nossa terra, que não tem muros e traz força das diferenças. Cultivamos as sementes dos valores de Lampedusa para a Europa e para o mundo", concluiu Martina. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos