Trump surpreende e demite diretor do FBI, James Comey

NOVA YORK, 09 MAI (ANSA) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, demitiu nesta terça-feira (9) o diretor do FBI, James Comey, que investigava uma suposta interferência da Rússia nas eleições do ano passado para beneficiar o republicano.   

Segundo nota da Casa Branca, a decisão do mandatário baseou-se em recomendações do procurador-geral e chefe do Departamento de Justiça, Jeff Sessions, e de seu vice, Rod Rosenstein. "O FBI é uma das mais respeitadas instituições de nossa nação, e hoje marca um novo início para nossa joia da coroa na aplicação da lei", declarou o presidente no comunicado.   

Comey estava no cargo desde setembro de 2013, nomeado por Barack Obama, e liderava o inquérito sobre supostas relações entre funcionários do Kremlin e membros da campanha de Trump. Em fevereiro, o presidente já havia acusado o FBI e a Agência de Segurança Nacional (NSA) de vazarem informações "ilegalmente" para a imprensa.   

Além disso, a polícia federal dos Estados Unidos também tinha sido criticada pelo republicano por ter inocentado a democrata Hillary Clinton no caso em que ela era investigada por usar servidores de email particulares para enviar mensagens como secretária de Estado.   

Em março passado, Comey ainda veio a público para negar as denúncias de Trump de que Obama teria mandado espionar a sede de seu império, a Trump Tower, em Nova York, antes das eleições.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos