Atentado atinge comitiva de líder do Senado no Paquistão

ISLAMABAD, 12 MAI (ANSA) - Ao menos 20 pessoas morreram e 35 ficaram feridas nesta sexta-feira (12) após uma grande explosão na província do Baluchistão, no Paquistão, informaram as autoridades locais. A explosão, aparentemente, tinha como alvo uma comitiva na qual estava o vice-presidente do Senado paquistanês, Maulana Abdul Ghafoor Haidari, que ficou ferido. Segundo a polícia, o ataque foi causado por "uma bomba ou atentado suícida".   

"Foi um ataque terrorista com o objetivo de matar Maulana Abdul Ghafoor Haidari", afirmou um policial local. No momento da explosão, o comboio estava no distrito de Mastung, próximo ao leste da capital da província, Quetta.   

De acordo com o porta-voz do governo paquistanês, Anwarul Haq Kakar, o vice-presidente do Senado ficou com ferimentos leves, assim como outros membros de seu partido. Todos os feridos foram levados para um hospital da região.   

Até o momento, o ataque, que está sendo investigado pelas autoridades, não foi reivindicado por nenhum grupo terrorista.   

O partido de Haidari, o extremista e pró-talibã Jamiat Ulema-e-Islam, é liderado por Fazlur Rehman, que é conhecido por sua posição contra o governo norte-americano. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos