Aliado de Rohani desiste de concorrer à Presidência do Irã

TEERÃ, 16 MAI (ANSA) - O primeiro-vice-presidente do Irã, Eshaq Jahangiri, informou nesta terça-feira (16) que retirou sua candidatura para a disputa das eleições presidenciais da próxima sexta-feira (19).   

O reformista fez o anúncio durante um encontro de seu comitê eleitoral em Shiraz e convidou seus apoiadores a votarem na reeleição do atual mandatário, Hassan Rohani.   

"O país precisa de um presidente que saiba remover a sombra da guerra do Irã através de uma diplomacia forte", disse o reformista indicando que o atual líder é a pessoa mais indicada para fazer esse processo.   

Neste sentido, ele defendeu o acordo nuclear fechado pelo governo com as potências ocidentais em 2015, afirmando que "Rohani e seus diplomatas conduziram um dos mais importantes acordos políticos da história".   

Segundo o primeiro-vice-presidente, esse pacto fez com que o Irã obtivesse importantes resultados econômicos, com a retomada de acordos comerciais internacionais e uma taxa de inflação reduzida.   

Jihangiri, 59 anos, já foi ministro de Minas durante a presidência de Mohammad Khatami, entre os anos de 1997 e 2005.   

Antes disso, havia sido governador de Isfahan e tem dois mandatos como parlamentar iraniano.   

A decisão de Jahangiri vem um dia após o prefeito de Teerã, o conservador Mohammad Bagher Ghalibaf, também desistir do pleito para pedir apoio para o maior "rival" de Rohani, Ebrahim Raisi.   

Analistas em política iraniana afirmam que essas desistências já eram esperadas dos dois lados para unificar e fortalecer a candidatura dos principais candidatos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos