Em 48h, Venezuela registra mais 4 mortes em protestos

CARACAS, 16 MAI (ANSA) - Em cerca de 48 horas, quatro pessoas morreram em protestos contra o presidente Nicolás Maduro na Venezuela, fazendo com que a soma de mortes em seis semanas no país fique entre 43 e 46. Dos quatro assassinatos que aconteceram entre a última segunda e esta terça-feira (15 e 16), três foram registradas no estado de Táchira. Foram elas a do jovem Luiz Alviarez, de 17 anos, que morreu em Palmira; a de Diego Hernández, de 33 anos, em Capacho Nuevo, e a de um terceiro homem ainda não identificado, em Colon. A quarta morte aconteceu nesta terça durante uma manifestação em San Antonio de Los Altos, no estado de Miranda. Segundo um dos principais líderes da oposição no país, Henrique Capriles, o homem se chamava Diego Arellano e tinha 31 anos. Até o momento, o balanço de mortos ainda continua confuso, sendo que o mínimo indicado tanto pela imprensa quanto pelas fontes do governo é de 43. Já parte da oposição, como a deputada de Táchira, Laidy Gómez, afirma que desde o começo de abril 46 pessoas foram mortas pela Força Armada Nacional e por grupos armados pelo governo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos