Doria admite que pode concorrer à Presidência em 2018

SÃO PAULO, 17 MAI (ANSA) - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), admitiu publicamente pela primeira vez que pode concorrer à Presidência da República em 2018 caso for escolhido nas prévias de seu partido para disputar o cargo. A informação é da agência de notícias "Bloomberg", que entrevistou o político em Nova York, onde ele cumpre agenda de encontros e palestras.   


"Respeitando a democracia, por que não?", respondeu Doria à agência, quando questionado sobre sua possível candidatura à Presidência no ano que vem, se essa fosse uma escolha de seu partido.   


Porém, a assessoria do prefeito enfatizou que Doria deu a declaração quando defendia que a candidatura à Presidência fosse realizada por meio de prévias, e que ele "fez uma defesa enfática do nome do Geraldo [Alckmin]".   


Doria afirmou diversas vezes que não deixaria a Prefeitura de São Paulo. Ontem, disse novamente que o pré-candidato do PSDB à Presidência é seu padrinho político, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Em outro momento, porém, comentou que o candidato do partido será "aquele que tiver melhor posição perante à opinião pública". "Fui eleito prefeito de São Paulo e tenho que me concentrar nisso", afirmou o tucano ao jornal "Financial Times", que também publicou reportagem com Doria na última terça-feira (16). Junto com Doria em Nova York, Alckmin afirmou estar preparado para ocupar o cargo de Presidente da República e ressaltou ter "vontade, agenda, projeto, aliança e conhecimento" para isso.   


(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos