Após crise política, bolsa se recupera e abre em alta

SÃO PAULO, 19 MAI (ANSA) - A bolsa de valores mostrou valorização nesta sexta-feira (19), enquanto o dólar comercial continua a operar em queda de cerca de 2,5%, cotado a R$3,295, após à crise política instalada no Brasil depois que foi divulgado parte da delação dos empresários Joesley Batista e Wesley Batista, donos da JBS, que envolve o presidente Michel Temer.   


O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (BM&F Bovespa) - Ibovespa - registrou alta de 1,53%, a 62,614 pontos.   


Na última quinta-feira (18), um dia após o a revelação do áudio em que Temer concorda com o pagamento de propina ao ex-deputado Eduardo Cunha para mantê-lo em silêncio, o índice fechou o dia com retração de 8,8%. No período da noite, o pregão registrou queda de 10,47% e foi suspenso por meia-hora, mecanismo conhecido como "circuit breaker", que paralisa as negociações em momentos de fortes quedas.   


Além disso, o Banco Central (BC) informou que que fará leilões de swap cambial tradicional hoje (19), na segunda (22) e na terça-feira (23), o que equivale à venda de dólares no mercado futuro e ajuda a segurar a alta ou a forçar a queda da moeda norte-americana. O cenário é de extrema instabilidade e será mantido ao longo do dia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos