Janot pede prisão preventiva de Aécio Neves

SÃO PAULO, 22 MAI (ANSA) - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu novamente a prisão preventiva do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e do deputado federal Rocha Loures (PMDB-PR). Dessa vez, o pedido foi feito ao plenário do Supremo Tribunal Federal (STF).   


Na semana passada, o pedido de prisão do senador - que foi afastado do cargo - foi rejeitado pelo ministro Edson Fachin, responsável pelas operações da Lava Jato no STF, em decisão monocrática.   


Agora, os 11 ministros terão que decidir pelos pedidos de prisão dos dois políticos envolvidos no escândalo político gerado pela delação de Joesley Batista, dono da JBS, e que também envolve o presidente, Michel Temer.   


"No tocante às situações expostas neste recurso, a solução não há de ser diversa: a excepcionalidade dos fatos impõe medidas também excepcionais", diz Janot em sua solicitação pela prisão.   


Apesar de não ter data para ocorrer, a presidente do STF, ministra Cármen Lucia, deve ser informada por Fachin para estipular uma data para o julgamento da ação. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos