May confirma 'terrorismo' e diz que polícia já tem suspeito

LONDRES E SÃO PAULO, 23 MAI (ANSA) - A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, informou nesta manhã (23) que a polícia já tem a identidade do suicida que detonou uma bomba no show da cantora Ariana Grande na noite de ontem, em Manchester.   

Em um pronunciamento em Londres, May disse que, apesar de já terem a pista de um suspeito, as autoridades manterão as informações sob sigilo. O número de mortos no atentado subiu para 22. Outras 50 pessoas ficaram feridas, muitas em condições graves e correm risco de morte. A polícia acredita que o ataque tenha sido cometido por um homem suicida que detonou ao menos um explosivo perto da bilheteria da Manchester Arena, minutos após Ariana Grande encerrar seu concerto. As autoridades conduzem a informação com base em terrorismo, que pode ter várias origens, desde extrema-direita, extrema-esquerda a extremismo islâmico. Nenhum grupo reivindicou o atentado até o momento.   

"O espírito do Reino Unido não será abalado pelo terrorismo. Os terroristas nunca vencerão. Os nossos valores e o nosso modo de viver vencerão", disse May em seu pronunciamento. Condenando o "ataque contra inocentes e jovens indefesos", a premier também informou que viajará para Manchester para acompanhar a situação. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos