Empresário mexicano cria papel higiênico 'Trump'

SÃO PAULO, 1 JUN (ANSA) - Um empresário mexicano criou um papel higiênico com a marca "Trump" em referência ao presidente norte-americano. Ofendido pelos insultos a seus compatriotas durante as campanhas eleitorais nos Estados Unidos, o empresário quis se vingar do magnata republicano. A ideia é do advogado Antonio Battaglia, que está prestes a lançar o papel higiênico no mercado. O slogan do produto tem frases sugestivas, como "suavidade sem fronteiras" e "este é o muro que vamos pagar", que insinuam à política migratória de Trump. Battaglia disse que as declarações de Trump durante sua campanha à Presidência dos Estados Unidos "machucaram muito". Na ocasião, o magnata chamou os imigrantes mexicanos de "delinquentes", "traficantes" e "estupradores", além de anunciar a construção de um muro na fronteira . A expectativa é a de que o papel higiênico comece a ser vendido ainda neste ano. O mexicano contou que 30 % do lucro das vendas serão destinados a programas de apoio a pessoas deportadas durante o mandato de Trump.   

O produto foi criado com base na brecha do Instituto de Propriedade Industrial do México, que concedeu para a "Trump Organization", empresa do mandatário, o direito de exportar sua marca para diversos setores do país, como o da construção, do turismo, da hotelaria, de imóveis e de serviços financeiros. No entanto, a companhia não se preocupou em registrar a marca para o setor de higiene, o que permitiu que a solicitação de Battaglia fosse aprovada em outubro de 2015, segundo os arquivos do instituto.   

O advogado afirmou ainda que investiu 400 mil pesos mexicanos (cerca de R$ 70 mil) para produzir uma quantidade de papel higiênico suficiente para encher dois caminhões de carga, e espera que a demanda seja grande para que possa aumentar a produção.   

A embalagem do papel higiênico retrata a caricatura de um homem com o polegar erguido, em sinal de aprovação. Não é a imagem exata de Donald Trump, mas o cabelo loiro remete claramente ao presidente norte-americano.   

Battaglia disse que respeita as leis mexicanas que protegem as marcas registradas, mas que não existe vínculo direto entre a imagem do magnata e seu produto. A Trump Organization não comentou o caso. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos