Polícia acha 36 corpos em resort alvo de ataque nas Filipinas

ROMA, 2 JUN (ANSA) - Ao menos 36 pessoas morreram em um ataque em um complexo turístico em Manila, nas Filipinas, nesta quinta-feira (1). Os corpos foram encontrados sem sinais de violência e as autoridades afirmam que as pessoas morreram de intoxicação por fumaça no local.   

Nesta sexta-feira (2), a Polícia reafirmou que tudo indica que a ação foi um assalto que não deu certo e descartou que o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) esteja por trás do ataque. Ontem, os extremistas informaram que organizaram o atentado.   

Os líderes filipinos afirmaram ainda que o homem que invadiu o local era de nacionalidade estrangeira e que ele se matou durante a operação. Um homem vestido de preto entrou no cassino atirando para o ar, o que gerou pânico entre os frequentadores, encheu uma mochila com fichas que equivaliam a dois milhões de euros e ateou fogo no local.   

Depois, teria fugido com a mochila para um dos quartos do hotel e ateou fogo em seu próprio corpo. Já em comunicado, o Resorts World Manila informou que ele deu um tiro em si mesmo antes de ser queimado pelas chamas.   

O local é muito frequentado por turistas, já que conta com cassino, hotel, restaurantes, bares e um clube de dança. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos