Estado Islâmico reivindica suposto atentado em Melbourne

ROMA, 05 JUN (ANSA) - O grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou um suposto atentado ocorrido nesta segunda-feira (5) em Melbourne, uma das principais cidades da Austrália.   

O caso ocorreu no bairro suburbano de Brighton, onde um suspeito matou um homem e sequestrou uma mulher no hotel Buckingham International Serviced Apartment. O agressor foi baleado e morto pela Polícia, e três agentes ficaram feridos no tiroteio.   

Segundo a imprensa local, o suspeito teria gritado "Isso é pelo Estado Islâmico, isso é pela Al Qaeda", grupos jihadistas que lutam entre si no Oriente Médio.   

A reivindicação foi feita por meio da "Amaq", a agência de notícias oficial do EI. "O executor do ataque de Melbourne é um soldado do Estado Islâmico", diz a publicação, segundo o portal de contraterrorismo "Site".   

A Austrália é um dos países que integram a coalizão internacional que combate o Estado Islâmico no Iraque e na Síria, mas não é um alvo preferencial dos terroristas, como França e Reino Unido.   

A Polícia investiga para saber se o sequestro em Melbourne tem realmente relação com o terrorismo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos