Itália inaugura obra póstuma da arquiteta Zaha Hadid

NÁPOLES, 06 JUN (ANSA) - Em meio a uma confusão entre manifestantes e policiais, a Itália inaugurou nesta terça-feira (6) uma obra póstuma da arquiteta iraquiana Zaha Hadid, morta em março de 2016, aos 65 anos.   

O projeto é uma estação ferroviária em Afragola, na província de Nápoles, e ficou em construção durante 16 anos. A edificação foi desenhada para emular uma nave espacial e repete o estilo futurista que marcou a carreira de Hadid.   

Algumas áreas ainda continuam em obras, mas a estação já está aberta e servirá de parada para 36 trens de alta velocidade diariamente, sendo 18 para o sul e 18 para o norte. A inauguração contou com a presença do primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni, que foi alvo de protesto de movimentos sociais.   

Os manifestantes tentaram se aproximar do trem que transportou jornalistas e autoridades até Afragola, mas foram bloqueados pelas forças de segurança, o que deu início a um breve período de tensão.   

A praça em frente à estação será batizada com o nome de Zaha Hadid, que também será tema de uma exposição no local a partir do próximo domingo (11). A iraquiana é a primeira mulher a ter conquistado o Pritzker, o "Nobel da arquitetura". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos