BCE mantém taxas de juros e descarta novos cortes no futuro

ROMA, 8 JUN (ANSA) - O Banco Central Europeu (BCE) anunciou nesta quinta-feira (8) que manteve as taxas de juros básicas em seus mínimos históricos, mas descartou fazer novos cortes no futuro próximo.   

Com isso, o índice principal de juros ficou em 0,00%, a taxa de depósitos bancários ficou em -0,40% e a taxa sobre empréstimos marginais em 0,25%.   

No documento do anúncio, a entidade retirou a frase "juros mais baixos" que acompanhou os últimos comunicados e se limitou a afirmar que "prevê a manutenção dos níveis de taxas de interesse aos níveis atuais por um período prolongado".   

O BCE ainda confirmou que manterá o programa "Quantitative Easing" (QE) no ritmo atual de 60 bilhões de euros por mês até dezembro de 2017 e "além, se for necessário, e em todo caso até que se encontre o ajustamento duradouro da evolução dos preços, coerente com o próprio objetivo de inflação".   

O presidente do órgão, Mario Draghi, ainda anunciou que o BCE reviu para cima as estimativas de crescimento para a zona do euro, levando-a para 1,9% em 2017, para 1,8% para 2018 e 1,7% em 2019. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos