SC e ES se unem para ganhar consulados da Itália

SÃO PAULO, 9 JUN (ANSA) - Por Amanda Sampaio - Após cinco anos de conversa com o governo da Itália, a Câmara de Comércio e Indústria italiana de Santa Catarina está retomando uma campanha para instalar consulados em Florianópolis e Espírito Santo.   

Os dois estados possuem números altíssimos de descendentes de italianos. No entanto, para que essas pessoas sejam atendidas pelos consulados, têm de se deslocar a cidades próximas, como Curitiba e Porto Alegre, no caso de moradores de Santa Catarina, ou Rio de Janeiro, no caso de moradores do Espírito Santo.   

O conselheiro da Câmara de Comércio e Indústria italiana, Diego Mezzogiorno, afirmou que a necessidade de locomoção para atendimentos gera grande transtorno para os habitantes desses locais. "Se pegarmos um morador de uma cidade chamada Palmitos, que tem uma das maiores densidades de população italiana, ele terá de viajar mais de mil quilômetros para ir à Curitiba por um simples atendimento", contou. Segundo Mezzogiorno, 67% da população de Santa Catarina e 59% do Espírito Santo estão aguardando a cidadania italiana. "Se uma pessoa precisa pagar 300 euros e o estado não oferece estrutura alguma, significa que o catarinense está financiando o consulado".   

Para ele, uma das soluções possíveis caso os consulados não fossem instalados nas duas cidades, seria a criação de "Sportellos", que já existem nos Estados Unidos. "Eles são como uma espécie de agência consular do Consulado Geral. Como eles têm funcionários do próprio consulado, é possível receber documentações. Os processos são enviados e finalizados pelo Consulado Geral e depois retornam para o sportello", explicou.   

O conselheiro explicou ainda que os consulados ajudariam a Câmara do Comércio e da Indústria Italiana a diminuir os problemas que as empresas da Itália encontram para se instalarem em Santa Catarina. ANDAMENTO DO PROJETO Os estados de Santa Catarina e do Espírito Santo se uniram para que as propostas sejam colocadas em prática. Mezzogiorno procurou o governo brasileiro e entrou em contato com o Ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, que apoiou a iniciativa.   

No próximo dia 25, o conselheiro falará na Tribuna da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, na qual deputados farão uma moção de apoio ao Itamaraty e ao governo italiano. O mesmo acontecerá no Espírito Santo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos