Em votação, Porto Rico decide se anexar aos Estados Unidos

WASHINGTON, 12 JUN (ANSA) - A ex-colônia espanhola de Porto Rico aprovou em plebiscito a integração aos Estados Unidos. Com isso, a ilha se tornaria o 51º estado norte-americano, mas a decisão final cabe ao Congresso de Washington. A consulta popular foi realizada no domingo (11) e, de acordo com as autoridades, 97% dos eleitores que compareceram às urnas apoiaram a integração. Apenas 1,5% votou para manter o status atual do país e 1,3%, para um processo de independência. A oposição, que boicotou a votação, está contestando o resultado, alegando que somente 22,7% dos eleitores totais porto-riquenhos foram votar. Mesmo assim, o governador da ilha, o jovem Ricardo Rossello, de 38 anos, prometeu fazer valer o resultado das urnas. "Defenderei em Washington e no mundo inteiro a vontade dos eleitores.   

Apresentarei Porto Rico ao cenário internacional com a importância de ver a ilha se tornar o primeiro estado hispânico dos Estados Unidos", declarou. Desde o final do século XIX, a ilha de Porto Rico, localizada no Mar do Caribe, é um território associado aos Estados Unidos. Os porto-riquenhos são cidadãos norte-americanos desde 1917, quando o Congresso em Washington aprovou a Lei Jones.   

Mas, para que Porto Rico seja integrado de fato aos EUA, existem dois obstáculos: o primeiro é o econômico, pois a ilha declarou recentemente estar na maior falência já registrada na história municipal norte-americana, com um débito de US$ 73 bilhões. O presidente dos EUA, Donald Trump, disse ser contrário à ideia de salvar o território com um resgate financeiro. O segundo obstáculo é de caráter político: Porto Rico geralmente vota no Partido Democrata norte-americano, e o Congresso, de maioria republicana, vê com preocupação o ingresso do território na federação. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos