População italiana cai, mas aumenta número de imigrantes

ROMA, 13 JUN (ANSA) - A Itália continua sofrendo com a baixa natalidade, mas vê sua população de estrangeiros e imigrantes aumentar a cada dia, de acordo com um relatório divulgado nesta terça-feira (13) pelo Instituto Italiano de Estatísticas (Istat). Em 31 de dezembro de 2016, viviam na Itália 60,5 milhões de pessoas, das quais 5 milhões com cidadania estrangeira, o que corresponde a 8% da população total. Em um ano, de 2015 a 2016, a Itália sofreu um déficit de 76 mil nascimentos. A redução populacial teria sido maior ainda se não fosse a concessão de cidadania italiana para cerca de 202 mil pessoas, destacou o Istat. Atualmente, a Itália é considerada o país com uma das taxas de natalidade mais baixas da União Europeia. Em maio, entrou em vigor a "bolsa bebê", também conhecida como "bônus mamãe", que concede um benefício mensal de 800 euros para casais de baixa renda que decidam ter um filho. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos