Agente morre esfaqueada por palestino em Jerusalém

TEL AVIV, 16 JUN (ANSA) - Uma agente de fronteira israelense morreu nesta sexta-feira (16), em Jerusalém, após ter sido esfaqueada por um palestino.   

A vítima se chamava Hadas Malka, tinha 22 anos e chegou a ser internada em um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O agressor, que cometera o ataque nos arredores do Portão de Damasco, na Cidade Antiga, foi morto pela Polícia.   

Pouco antes, na mesma região, outros dois palestinos já haviam tentado atingir uma patrulha com facas e tiros de pistola.   

Segundo a Polícia, ambos foram "neutralizados", e os dois ataques foram "combinados".   

Os nomes dos três palestinos não foram divulgados, mas eles tinham 18, 19 e 30 anos e viviam em Ramallah e Hebron, na Cisjordânia, território que, assim como Jerusalém, convive com recorrentes atentados com faca.   

O braço militar do grupo fundamentalista Hamas, que controla a Faixa de Gaza, fala até em "Terceira Intifada", palavra árabe que significa "revolta". As duas primeiras ocorreram entre 1987 e 1993, com 2,2 mil mortos, e entre 2000 e 2005, com 4,5 mil vítimas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos