Mortes no Mediterrâneo chegam a 2 mil neste ano, alerta OIM

GENEBRA, 20 JUN (ANSA) - Na data em que é celebrado o Dia Internacional do Refugiado, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) anunciou que cerca de dois mil imigrantes e refugiados morreram no Mar Mediterrâneo em 2017. Do início do ano até 18 de junho, a OIM registrou um total de 81.292 entradas pelo mar na Europa e 1.985 mortos. Somente na Itália, foram aproximadamente 85% deslocados que desembarcaram, de acordo com a nota emitida pela organização em Genebra.   

Segundo o relatório, a maioria das fatalidades aconteceu no caminho entre a Líbia e a Sícilia, no sul da Itália. Embora o número de mortes registradas neste período seja menor que o do ano passado (2911), este é o quarto ano consecutivo que mais de dois mil imigrantes morrerá na travessia.   

O mediterrâneo é a principal rota de viagem dos imigrantes, que fogem da pobreza, violência, guerra e fome de seus países.   

Atualmente, a maior parte dos resgates na região é coordenada pelas autoridades italianas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos