Portugal ordena investigação sobre incêndio florestal

LISBOA, 20 JUN (ANSA) - O primeiro-ministro de Portugal, Antonio Costa, ordenou hoje (20) a abertura de um inquérito sobre o incêndio florestal que atingiu a região de Pedrogao Grande e causou a morte de 64 pessoas. A investigação irá apurar as medidas tomadas para gerenciar a crise logo no início do incêndio e eventuais erros no combate ao fogo. Isso porque Portugal enfrenta uma polêmica sobre a demora das autoridades em fechar a estrada 236, onde 47 pessoas morreram carbonizadas em seus carros tentando fugir dos vilarejos atingidos pelo fogo. O local tem sido chamado de "estrada da morte".   

Somente hoje os bombeiros conseguiram controlar as chamas do incêndio, que ocorreu no sábado. Mais de mil bombeiros e 10 aviões trabalham para conter o fogo, alimentado por ventos fortes e pelas temperaturas de quase 40 graus que atingem a região. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos