Com R$ 5 milhões, empresas italianas reformarão praças em SP

SÃO PAULO, 21 JUN (ANSA) - Por Beatriz Farrugia - Um grupo de empresas italianas irá financiar a revitalização de praças e monumentos de São Paulo ligados à imigração e à história do país europeu. O projeto, chamado "Italia per San Paolo" ("Itália para São Paulo", na tradução), foi apresentado nesta quarta-feira (21) pelo prefeito João Doria e tem um custo total de R$ 5 milhões.   


Os locais que receberão as obras de restauração são a Praça do Imigrante Italiano, a Praça Cidade de Milão e a Praça Ramos de Azevedo. Todas as reformas serão pagas por empresas italianas, como a Pirelli, TIM, Bauducco, Geodata, Instituto Europeu de Design (IED), Papaiz, Banco Intesa San Paolo, BCF, grupo Comolatti, Zaraplast, Colégio Dante Alighieri, Azimut, Magneti Marelli, além da família Matarazzo.   


Localizada entre a Avenida Nove de Julho e a Avenida Cidade Jardim, no Itaim Bibi, a Praça do Imigrante Italiano receberá R$ 110 mil de investimento para refazer os jardins e restaurar os monumentos em pedras. A inauguração do espaço revitalizado está marcada para 6 de agosto.   


Já a Praça Cidade de Milão, perto do parque do Ibirapuera, terá toda a obra financiada pela Pirelli, com um orçamento de R$ 1,2 milhão. O local conta com uma fonte com quatro réplicas de estátuas de Michelangelo. O projeto de restauração prevê uma revitalização dos monumentos e da iluminação, que serão reinaugurados em outubro.   


A maior obra, porém, ocorrerá na Praça Ramos de Azevedo, no centro da cidade, com gastos estimados em R$ 3,7 milhões. A "fonte dos desejos" será restaurada e o espaço receberá um sistema de monitoramento de segurança. Além disso, o projeto de reforma colocará bancos novos, mármore e objetos de design italiano.   


"A inauguração da Praça Ramos de Azevedo será um presente de Natal para a cidade, em 16 de dezembro", disse a diretora do ITA, Erica Di Giovancarlo. "O projeto quer mostrar que os italianos acreditam no Brasil, um país que se tornou destino de seus investimentos no exterior", ressaltou.   


Organizado pelo ITA, com o apoio do consulado italiano em São Paulo e da embaixada em Brasília, o "Italia per San Paolo" inclui, além das obras de revitalização, um compromisso para que as empresas façam a zeladoria, a segurança e a jardinagem das três praças pelo período de um ano.   


"A ligação da Itália com São Paulo não precisa de nenhuma apresentação, pois é a cidade com maior número de italianos e descendentes fora da Itália", argumentou o embaixador Antonio Bernardini.   


"A ideia de de mobilizar forças para revitalizar lugares com uma história ligada à Itália é um gesto muito italiano. Lá na Itália, é comum que empresas patrocinem melhorias públicas, como o Coliseu, reformado pela Tod's, a piazza Spagna, pela Bulgari, e a Fontana de Trevi, pela Fendi".   


De acordo com o prefeito João Doria, desde o primeiro mês de seu mandato, em janeiro de 2017, foram iniciados contatos com o consulado italiano e com representantes de outros países para reformas de espaços públicos urbanos e projetos da cidade.   


"Iniciamos contato com as comunidades internacionais que mais contribuíram para tornar São Paulo uma cidade global", afirmou, em coletiva de imprensa, anunciando também que em outubro fará uma viagem oficial a Milão para debater investimentos.   


"As empresas estão felizes de participarem desse projeto, sem nenhuma contrapartida para a Prefeitura", disse o vice-prefeito de São Paulo, Bruno Covas. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos