Catar rejeita lista de exigências de países árabes

ROMA, 24 JUN (ANSA) - O Catar rejeitou neste sábado (24) a lista de condições apresentadas por países árabes para resolver a crise diplomática e abolir as sanções contra Doha. De acordo com o ministro das ministro das Relações Exteriores do Catar, Mohammed bin Abdulrahman al-Thani, as 13 exigências são "irreais". "O governo britânico tinha pedido que as condições fossem realistas. Mas a lista não satisfaz esse critério", disse o chanceler. A lista foi apresentada ontem pela Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos e Bahrein. Entre os pedidos, estão o fechamento da emissora Al-Jazeera, o fim das relações com o Irã e a retirada de tropas militares da Turquia que atuam hoje no território do Catar. Outros itens pedem o fim dos laços com a Irmandade Muçulmana, com o Hezbollah, com a Al-Qaeda e com o Estado Islâmico, grupos considerados terroristas pelos sauditas e seus aliados.   

Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos e Bahrein romperam relações com o Catar acusando-o de financiar o terrorismo e fomentar a instabilidade regional com o Irã. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos