Escócia adia convocação de novo referendo pela independência

LONDRES, 27 JUN (ANSA) - A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, anunciou nesta terça-feira (27) o adiamento da convocação de um segundo referendo para a independência do país do Reino Unido.   

"Não apresentaremos imediatamente a legislação para um referendo para a independência", disse Sturgeon ao Parlamento escocês.   

Com isso, a líder do governo local deu um passo atrás na sua promessa feita em março, quando anunciou que pretendia convocar o referendo para o fim de 2018 ou início de 2019. O período marcará o fim da presença do Reino Unido na União Europeia.   

A decisão também ocorre após sua sigla, o Partido Nacional Escocês (SNP, na sigla em inglês), perder assentos no Parlamento de Westminster nas eleições convocadas pela premier britânica, Theresa May, em 8 de junho. No pleito, o SNP perdeu 21 dos 56 deputados que tinha no local, deixando de ter a força política dentro da Casa.   

Agora, o SNP anunciou que "redobrará" seus esforços para garantir que os escoceses consigam o melhor acordo possível com a União Europeia, tentando manter a Escócia no mercado único europeu.   

No referendo do ano passado, que definiu o chamado "Brexit", mais de 60% dos escoceses votaram a favor da permanência no bloco econômico. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos