Aos 91 anos, morre Michael Bond, criador do urso Paddington

SÃO PAULO, 28 JUN (ANSA) - O escritor britânico Michael Bond, criador dos livros do urso Paddington, morreu ontem (27) aos 91 anos, informou a editora Harper Collins nesta quarta-feira (28).   


Segundo o comunicado, Bond teria morrido em casa "depois de uma doença curta". Mas mesmo assim, o escritor nunca parou de produzir. Seu último livro, " "Paddington's Finest Hour", foi publicado em abril deste ano.   


Em entrevista ao jornal "The Guardian", a filha do autor, Karen Jankel, afirma que a paixão de Bond era escrever. "Basta ler os seus livros para ver como ele era uma pessoa querida. Nunca conheci ninguém que não gostasse do meu pai", disse.   


Bond nasceu em Newbury, no Reino Unido, em 1926. Começou a escrever em 1945. "Um Urso Chamado Paddington" chegou às livrarias, em 1958. A história ganhou mais de 20 volumes. O urso, que saiu do Peru para morar em Londres, foi inspiração para o autor criar os livros,uma animação e dois filmes, um lançado em 2014 e o outro previsto para estrear em novembro deste ano.   


Os livros de Paddington, que usa um casado azul e um chapéu, foram traduzidos em 40 idiomas e mais de 35 milhões de exemplares já foram comercializados. (ANSA)

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos