Prefeita de Turim é investigada por caos em festa da Juventus

TURIM, 29 JUN (ANSA) - A prefeita de Turim, Chiara Appendino, está sendo investigada por causa da confusão ocorrida no último dia 3 de maio na praça San Carlo, onde a torcida da Juventus se reunia para assistir à final da Liga dos Campeões da Europa.   

O pânico coletivo deixou uma pessoa morta e mais de 1,5 mil feridas e provocou duras críticas à administração municipal. O inquérito contra Appendino não foi aberto por iniciativa da Procuradoria da República em Turim, mas sim após denúncias de cidadãos que a acusam de prevaricação (deixar de praticar ato de ofício).   

Essas pessoas defendem que seria responsabilidade da Prefeitura garantir a segurança dos cidadãos em um evento público e de grandes proporções. Um dos itens da denúncia cita a livre circulação de ambulantes vendendo bebidas alcoólicas em garrafas de vidro: 90% dos ferimentos foram provocados por cortes.   

No entanto a acusação não culpa a prefeita pela única morte ocorrida na confusão, a da torcedora Erika Pioletti, vítima de um ataque cardíaco durante o corre-corre. Ainda não se sabe exatamente o que teria causado a confusão, mas suspeita-se que a origem do caos tenha sido a queda da grade de um estacionamento ou o estouro acidental de um rojão. Com o barulho, os torcedores presentes na praça pensaram que se tratava de um atentado.   

Por meio de uma nota divulgada no Facebook, o Movimento 5 Estrelas (M5S), partido de Appendino, disse ter "plena confiança na magistratura". Já a prefeita, que está em viagem a Londres, ainda não se pronunciou. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos