Sem salário, coveiros italianos usam caixões para protestar

NÁPOLES, 29 JUN (ANSA) - Com caixões e cartazes simulando lápides, coveiros de um cemitério de Nápoles, no sul da Itália, protestaram nesta quinta-feira (29) contra os quase cinco meses de salários atrasados.   

Os funcionários não recebem seus vencimentos desde fevereiro, apesar das garantias dadas pela Prefeitura em dois encontros realizados recentemente. No último deles, o pagamento de pelo menos um salário havia sido prometido para até 15 de junho, o que não aconteceu.   

Irritados com os atrasos, os coveiros levaram caixões para a praça em frente à sede do governo de Nápoles e entraram nos féretros para protestar. Nas "lápides", estavam os dizeres: "Os coveiros do cemitério de Poggioreale dão o triste anúncio da morte dos salários. Confiantes em sua ressurreição, esperamos pacientemente".   

Os manifestantes trabalham no cemitério Santa Maria del Pianto, situado no bairro de Poggioreale e considerado um dos maiores da Europa. Apesar de estar sob responsabilidade da Prefeitura, o local foi concedido à iniciativa privada, na figura da empresa Multiservice, que culpa o atraso nos repasses municipais pelo não pagamento dos coveiros.   

"Existe o risco de uma paralisia nas operações do cemitério e de bloqueio dos enterros", declarou o sindicalista Annibale De Bisogno. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos