Câmara aprova lei contra as 'cidades-santuário' nos EUA

WASHINGTON, 30 JUN (ANSA) - A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos aprovou uma nova lei na noite desta quinta-feira (29) em que prevê o corte de fundos federais para as chamadas "cidades-santuário", que protegem imigrantes ilegais da deportação.   

De acordo com o projeto aprovado pela maioria republicana da Casa, as cerca de 500 cidades que adotam esse tipo de postura "não serão elegíveis para receber verbas" tanto do Departamento de Segurança Nacional como do Departamento de Justiça.   

Essas cidades, que incluem San Francisco, Nova York e Washington, não cooperam nas denúncias de imigrantes ilegais e não os entregam aos agentes do Serviço de Imigração e Controle de Aduanas (ICE, na sigla em inglês).   

O tema foi muito combatido pelo presidente Donald Trump durante a campanha eleitoral e gerou bastante polêmica entre os norte-americanos.   

Além desse projeto, os deputados aprovaram uma lei que prevê o aumento da pena em crimes cometidos por imigrantes que já tenham sido deportados e que retornaram aos EUA. Batizada de "Lei Kate", ela lembra o assassinato de Kathryn Steinle, em 2015. A jovem foi morta por um imigrante que havia sido deportado por diversas vezes.   

As duas medidas ainda precisam da aprovação do Senado para entrar em vigor, mas Trump já comemora o andamento dos projetos.   

"Aplaudo a aprovação das duas medidas cruciais para salvar e proteger os norte-americanos", escreveu o líder da Casa Branca.   

Ele ainda mandou um recado para os senadores, pedindo que eles aprovem as leis e "mandem elas para meu gabinete". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos