Justiça condena mafiosos envolvidos no 'caso Juventus'

TURIM, 30 JUN (ANSA) - O Tribunal de Turim condenou nesta sexta-feira (30) os italianos Saverio Dominello e seu filho, Rocco, tido como responsável por infiltrar a 'ndrangheta na torcida da Juventus, por associação mafiosa.   

A sentença foi dada no âmbito do processo "Alto Piemonte", que investigou os tentáculos da máfia calabresa no noroeste da Itália, principalmente na província de Turim. Saverio pegou uma pena de 12 anos e um mês de prisão, enquanto Rocco foi sentenciado a sete anos e nove meses.   

Membro de uma torcida organizada da Juventus, este último é acusado de ter permitido a inserção da 'ndrangheta no negócio de revenda de ingressos, caso que levou o presidente da Velha Senhora, Andrea Agnelli, a depor na Comissão Antimáfia do Parlamento.   

"É uma pena exagerada, vamos recorrer. Não havia nenhuma prova para condená-lo", afirmaram os advogados de Rocco, Ivano Chiesa e Domenico Putrino. Antes da divulgação da sentença, o filho deu uma declaração espontânea e garantiu que nunca fez parte da máfia calabresa, uma das mais poderosas do país.   

Durante o julgamento, seus advogados disseram que houve apenas um telefonema no qual Rocco pedia ingressos, mas recebia uma negativa da diretoria juventina. Nenhum cartola da Juve foi denunciado no âmbito da investigação "Alto Piemonte", que também teve outras 11 condenações, todas entre três e 15 anos de reclusão. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos