Papa envia mensagem a congresso religioso no Rio de Janeiro

SÃO PAULO, 13 JUL (ANSA) - O papa Francisco enviou uma mensagem aos membros do II Congresso Internacional Laudato Si e Grandes Cidades, que foi aberto nesta quinta-feira (13) no Rio de Janeiro.   


De acordo com o documento publicado no site da Arquidiocese do Rio, o Pontífice enviou o documento no dia 12 de junho ao arcebispo emérito de Barcelona e presidente da Fundação Antoni Gaudi para as grandes cidades, Cardeal Lluís Martínez Sistach, dizendo fazer orações para "essas jornadas de estudo e de reflexão".   


"Na Carta encíclica Laudato si faço referência a várias necessidades físicas que o homem de hoje tem nas grandes cidades e que necessitam ser afrontadas com respeito, responsabilidade e relação. São três "R" que ajudam atuar de forma conjunta diante dos imperativos mais essenciais de nossa convivência", escreveu o líder da Igreja Católica.   


Ao falar sobre a importância do cuidado com o meio-ambiente, especialmente sobre o uso da água, Jorge Mario Bergoglio ressaltou que "quando não se presta a atenção que merece, se transforma em fonte de enfermidades e sua escassez põe em perigo a vida de milhões de pessoas. É um dever de todos criar na sociedade uma consciência de respeito por nosso entorno, isto beneficia a nós e as gerações futuras".   


Na carta, Francisco ainda afirmou que é uma "das tarefas primordiais" ter a "responsabilidade diante da criação".   


"Cada território e governo deveria incentivar modos de atuar responsáveis em seus cidadãos para que, com criatividade, possam atuar e favorecer a criação de uma casa mais habitável e mais saudável. Colocando cada um o pouco que lhe corresponde em sua responsabilidade, se estará ganhando muito", disse ainda o Papa.   


"É importante que a sociedade trabalhe conjuntamente em âmbito político, educativo e religioso para criar relações humanas mais cálidas, que derrubem os muros que isolam e marginam. Isto se pode conseguir através de grupos, escolas, paróquias, etc., que sejam capazes de construir com sua presença uma rede de comunhão e de pertencimento, para favorecer uma melhor convivência e conseguir superar tantas dificuldades", escreveu o sucessor de Bento XVI.   


O Congresso foi aberto na manhã de hoje pelo arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani João Tempesta, junto com o cardeal Sistach e o representante do Ministério do Meio Ambiente e diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu Grillo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos