Morte do ícone da moda italiana, Versace, completa 20 anos

ROMA, 15 JUL (ANSA) - A morte do italiano Gianni Versace, considerado um dos estilistas mais emblemático de sua era, completa 20 anos neste sábado (15).   


Nascido no dia 2 de dezembro de 1946, o responsável pela marca Versace foi assassinado em 1997. Ele voltave de sua habitual caminhada pelas ruas de Ocean Drive, em Miami, quando foi baleado à frente da sua mansão, que mais tarde se transformou em um hotel de luxo.   


O responsável pela morte foi "serial killer" Andrew Cunanan, que cometeu suicídio semanas depois de cometer o crime. Seu corpo foi encontrado em um iate e a polícia informou que a arma usada foi a mesma utilizada para matar Versace.   


Sua morte causou grande comoção no mundo da moda. E a partir de 1997, sua irmã Donatella Versace se tornou diretora artística da marca. Depois de vários anos de crise e problemas, a grife de Alta-Costura recuperou sua grandeza original graças à criatividade da italiana. No ano passado, o cineasta dinamarquês Bille August anunciou que dirigirá um filme sobre a vida do fundador da grife italiana. O ator espanhol Antonio Banderas será o protagonista da trama.   


Segundo August, as gravações acontecerão em Milão, Reggio Calabria e Miami, "os lugares da vida de Gianni".   


Fundada por Gianni Versace em 1978, a grife continua sendo uma das marcas de moda líderes do mercado internacional e um símbolo do luxo italiano. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos