Totti confirma que será dirigente da Roma

ROMA, 17 JUL (ANSA) - O ex-craque da Roma Francesco Totti confirmou nesta segunda-feira (17) sua aposentadoria como jogador e anunciou o início de sua experiência como dirigente do clube giallorosso.   


Desde sua despedida como atleta romanista, em 28 de maio passado, na última rodada do Campeonato Italiano, Totti nunca havia dito se continuaria ou não jogando em outro lugar. Houve até rumores de que ele poderia se transferir para os Estados Unidos ou o Japão.   


Mas seu futuro começou a ganhar contornos mais claros na última quinta (13), quando Totti se reuniu com o presidente da Roma, James Pallotta, que lhe ofereceu um cargo de dirigente.   


"Terminou a primeira parte de minha vida, a de jogador, agora inicia uma mais importante, como dirigente. Enfrentarei com a cabeça erguida e vontade de dar uma grande mão graças a minha experiência", declarou "il Capitano" nesta segunda, em uma entrevista ao canal oficial do clube.   


No entanto o ex-craque disse que ainda não sabe qual será seu cargo no time que defendeu durante toda a sua carreira.   


"Tentarei me colocar à disposição, mas será preciso tempo para entender bem qual papel desempenhar. Sempre pensei como jogador, agora viro a página", acrescentou.   


Maior ídolo da história da Roma, o ex-meia-atacante de 40 anos vestiu a camisa giallorossa durante mais de 24 e liderou o time na conquista da Série A em 2001, o último scudetto levantado pela equipe da capital.   


Em todo esse período, foram mais de 780 partidas, 307 gols e cinco títulos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos