Relatório diz que irmão de Bento XVI sabia de abusos em coral

BERLIM, 18 JUL (ANSA) - O relatório do advogado Ulrich Weber sobre os abusos sexuais contra crianças do coral da Catedral de Ratisbona, na Alemanha, afirma que o padre Georg Ratzinger, irmão do papa emérito Bento XVI e diretor do conjunto entre 1964 e 1994, sabia dos crimes. No documento, Georg, 93 anos, é acusado de "fingir que não via" e de não ter "intervindo, apesar de saber". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos