Tóquio dobra teto de gastos para Jogos Olímpicos de 2020

TÓQUIO, 18 JUL (ANSA) - O comitê responsável pela organização dos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio, anunciou nesta terça-feira (18) que o teto de gastos para o evento praticamente dobrou, indo de 730 bilhões para 1,4 trilhão de ienes (cerca de US$ 12,6 bilhões).   


A notícia aumenta a incerteza sobre o custo total das próximas Olimpíadas de Verão, já que, segundo Toshiro Muto, chefe do comitê, o valor só poderá ser confirmado em 2019.   


Quando Tóquio foi escolhida como sede dos Jogos Olímpicos, em 2013, foi proposto que o teto de gastos seria de 730 bilhões de ienes (US$ 6,6 bilhões), mas o acordo não foi cumprido.   


Os custos acima do previsto estão preocupando as autoridades, e Muto explicou aos meios de comunicação estrangeiros que os organizadores continuarão a "buscar mais eficiência nas despesas". (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos