Cientistas 'dão vida' a coração feito em impressora 3D

ROMA, 19 JUL (ANSA) - Cientistas do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, na Suíça, fabricaram um coração artificial em uma impressora 3D. A peça de silicione conseguiu "viver", reproduzindo perfeitamente as pulsações de um órgão verdadeiro, mas "bateu" por menos de uma hora. O coração artificial possui tamanho igual ao de um real no corpo humano, contendo válvulas, artérias, ventrículos e até um músculo artificial capaz de realizar o bombeamento de sangue. A peça conseguiu contabilizar três mil batidas, o que significa um tempo de vida de menos de uma hora caso fosse colocada em um ser humano. Segundo o pesquisador Nicholas Cohrs, em entrevista à Ansa, o estudo foi realizado para desenvolverem novas formas de corações artificiais. Em 2015, médicos de Manchester, na Inglaterra, reproduziram um coração 3D com os mesmos métodos desenvolvidos em Zurique para salvar a vida de uma menina de dois anos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos