Morre o historiador e romancista francês Max Gallo

PARIS, 19 JUL (ANSA) - Morreu nesta quarta-feira (19), aos 85 anos, o historiador, romancista e ex-político francês Max Gallo, informou o jornal "Le Figaro". O autor era considerado um dos maiores da história recente da França e sofria há anos do Mal de Parkinson.   

Com dezenas de obras publicadas, o francês de ascendência italiana escreveu obras sobre os principais nomes das história da Europa, entre eles Benito Mussolini, Napoleão, Joana D'Arc e os reis Luis XIV e Luis XVI.   

Gallo também atuou como porta-voz e ministro no governo do presidente François Mitterand (1981-1995), mas também demonstrou apoio público ao ex-presidente Nicolas Sarkozy. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos