Corpo de Dalí conserva bigode quase 30 anos após sua morte

MADRI, 21 JUL (ANSA) - O corpo do pintor espanhol Salvador Dalí, exumado ontem (20), ainda mantém seu bigode intacto, 28 anos após sua morte. Especialistas que participam da exumação na cidade de Figueres demonstram surpresa ao constatar o perfeito estado de conservação do corpo do artista. "O bigode estava na posição clássica, marcando 10 horas e 10 minutos", disse o secretário da Fundação Gala-Dalí, Luis Peñuelas Reixach. Os restos mortais foram exumados por ordem da Justiça espanhola para um exame de DNA para determinar vínculo de paternidade.   

Foram recolhidos materiais como cabelo, unhas, dentes e ossos. O resultado do teste deve ser divulgado em setembro. O exame foi solicitado por Pilar Abel, que alega ser filha do pintor. Caso a paternidade seja confirmada, a mulher poderá reclamar 25% do patrimônio detido pelo artista na época de sua morte. Como não deixou herdeiros e não tem filhos, a herança de Dalí ficou para o Estado espanhol.   

Abel, nascida em Figueres em 1956, alega ser fruto de uma relação com Dalí e a mãe dela, que trabalhava como empregada em Cadaqués. Morto em 23 de janeiro de 1989, Salvador Dalí tinha 84 anos de idade. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos