Pelo menos 10 empresas fazem ofertas pela Alitalia

ROMA, 21 JUL (ANSA) - Cerca de 10 empresas apresentaram ofertas não vinculantes pela companhia aérea Alitalia, que está sob intervenção do governo nacional e foi colocada à venda.   

O prazo para protocolar as propostas terminou às 18h (horário local) desta sexta-feira (21), e entre elas estaria uma do grupo árabe Etihad Airways, que já detém 49% da empresa italiana.   

"Continuam existindo fortes ligações entre a Etihad e a Alitalia, e permanecemos abertos a explorar todas as opções para manter e até reforçar esse vínculo", diz uma nota da companhia dos Emirados Árabes Unidos.   

O conteúdo das ofertas não vinculantes - que não obrigam seu autor a comprar a empresa pelo preço proposto - será analisado ao longo dos próximos dias, mas ainda não se sabe se elas preveem a aquisição da Alitalia por inteiro, como deseja o governo.   

Existe o temor de que a maioria das propostas seja pela compra de alguns ativos da maior companhia aérea italiana, o que forçaria Roma a desmembrá-la. "A empresa deve ser mantida em sua integridade, ela não deve ser fracionada", disse recentemente o ministro dos Transportes Graziano Delrio.   

Entre os grupos que haviam demonstrado interesse pela Alitalia estavam British Airways, Ryanair, EasyJet e Lufthansa. O objetivo do governo é fixar para outubro o prazo para a apresentação das ofertas vinculantes.   

Risco de falência - A crise na Alitalia se agravou após seus funcionários terem rejeitado um plano de demissões de 1 mil pessoas, requisito obrigatório para os acionistas aumentarem o capital da companhia aérea em 2 bilhões de euros.   

Com isso, a empresa se viu na perspectiva de ficar sem liquidez e pediu a intervenção do governo. Se não encontrar um comprador, a Itália terá dois caminhos: tentar sanar a Alitalia e mantê-la em sua configuração societária atual ou decretar sua falência.   

Ex-companhia aérea de bandeira, a empresa foi privatizada e é controlada atualmente pela holding Compagnia Aerea Italiana (CAI), que detém 51% de seu capital, e pela Etihad, dona dos 49% restantes. A segunda principal acionista da CAI é a estatal de correios Poste Italiane, com quase 19,48% de participação na holding. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos