Em meio a seca, Vaticano desliga todas as suas fontes

CIDADE VATICANO, 24 JUL (ANSA) - Em meio à seca que ameaça deixar metade da Itália em estado de calamidade, o Vaticano anunciou nesta segunda-feira (24) o desligamento de todas as suas fontes, incluindo aquelas situadas na praça São Pedro.   

A medida foi determinada pelo Governatorado da Cidade-Estado, que cita a encíclica "Louvado seja", escrita pelo papa Francisco e que prega a preservação dos recursos naturais e o combate ao desperdício.   

"A escolha quer estar em sintonia com os ensinamentos do papa Francisco, que na encíclica 'Louvado seja' lembra como o hábito de desperdiçar e jogar fora alcançou níveis nunca vistos", diz uma nota da "Rádio Vaticano", emissora oficial do menor país do mundo.   

Pelo menos 10 das 20 regiões da Itália, incluindo o Lazio, onde fica Roma, estão prestes a declarar estado de calamidade natural por causa da seca, que já provocou dezenas de incêndios no centro-sul da península.   

Na capital, 1,5 milhão de pessoas correm o risco de sofrer um racionamento de água por conta da diminuição do reservatório do lago de Bracciano, o oitavo maior do país em extensão. O verão de 2016 tem sido o mais rigoroso dos últimos anos na Itália, com a sensação térmica frequentemente acima dos 40ºC. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos