Telecom Italia aprova rescisão 'consensual' de CEO

MILÃO, 24 JUL (ANSA) - O conselho de administração da Telecom Italia, dona da TIM, aprovou nesta segunda-feira (24) a rescisão "consensual" do contrato do atual CEO do grupo, Flavio Cattaneo, cuja saída fora anunciada na última sexta (21).   

O acordo prevê o pagamento de 25 milhões de euros ao executivo, valor que foi aprovado por maioria no órgão, mas sem unanimidade. Além disso, o conselho deu início ao processo de sucessão de Cattaneo e voltará a discutir o assunto na próxima quinta-feira (27).   

"Agora a sociedade dará vida a uma nova fase de seu plano de retomada", diz uma nota da Telecom Italia, que fala também em priorizar o segmento de planos de fibra ótica. Cattaneo assumiu a empresa em abril de 2016, liderando suas atividades em um ano que teve lucro líquido de 1,8 bilhão de euros, após um prejuízo de 75 milhões em 2015.   

A companhia vem realizando mudanças em seus cargos de direção após a União Europeia ter autorizado o grupo francês Vivendi a deter seu controle, com uma participação acionária de 23,94%.   

Cattaneo ainda deve permanecer no cargo até a apresentação dos resultados semestrais da Telecom, na próxima sexta (28).   

Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos