Nigéria faz prisão em massa contra homossexuais

ROMA, 31 JUL (ANSA) - Ao menos 42 homens foram presos em uma ação da polícia em um hotel de Lagos, na Nigéria, no último sábado (29) suspeitos de "cometerem atos homossexuais". A informação foi divulgada nesta segunda-feira (31) pelo jornal local "Punch".   

O grupo deve comparecer a um tribunal ainda hoje e pode pegar até 14 anos de prisão por serem gays. Na Nigéria, é proibido ter relações homossexuais ou sequer mostrar carinho por uma pessoa do mesmo sexo em público.   

De acordo com o jornal nigeriano, que cita o porta-voz da polícia estadual, Olarinde Famous-Cole, o grupo foi preso por volta das 15h30 (hora local) e levado para uma divisão da força tarefa policial estadual.   

Em 2013, a Câmara dos Deputados da Nigéria aprovou uma lei que proíbe expressamente os casamentos entre pessoas do mesmo sexo, além de vetar a criação de entidades e associações que defendam os homossexuais.   

De acordo com a campanha "Livres e Iguais" da Organização das Nações Unidas (ONU), ao menos 76 países pelo mundo possuem leis que "criminalizam relações privadas e consensuais de pessoas do mesmo sexo".   

Ainda segundo a entidade, em cinco países do mundo, um pessoa homossexual pode ser condenada à morte apenas por gostar de alguém do mesmo sexo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos