Itália é principal produtor de sorvete da Europa

ROMA, 2 AGO (ANSA) - Com 595 milhões de litros de sorvete produzidos em 2016, a Itália se consagrou como o principal fabricante de gelato em toda a Europa, informou o Instituto de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) nesta quarta-feira (2).   


O país da bota superou a Alemanha (515 milhões) e a França (454 milhões), e atualmente representa aproximadamente 19% da produção de gelatos, picolés e sorbet da Europa.   


"Os gelatos representam sempre um destaque da produção do nosso país e são um dos poucos alimentos que gostamos com tudo", afirmou o chef Mario Piccialuti, responsável pelo Instituto de Gelato Italiano.   


"Hoje os italianos consomem o gelato durante todo o ano, não só no verão, quando obviamente, a partir de junho, se registra um maior pico de vendas", acrescentou ele que garante que os italianos ligam o consumo de sorvete com a tranquilidade de sua casa.   


Com isso, estima-se que em 2016 houve um aumento de 15% em relação ao consumo de 2015. Segundo o Piccialuti, "o crédito também vai para as empresas que são capazes de satisfazer as necessidades reais dos consumidores, brincando com novos sabores, embalagens e formatos, mas também investindo cada vez mais nessa busca pela qualidade e pelos melhores ingredientes para os vários tipos de sorvete".   


A excelência da Itália em relação à produção de gelatos é reconhecida em todo o mundo, inclusive entre 8 e 10 de setembro, a cidade de Rimini, na região da Emilia-Romanha, sediará a final do "Festival Mundial de Gelato", onde será escolhido o melhor sabor de sorvete do mundo. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos