Goleiro Bruno dará aulas de futebol em Minas Gerais

ROMA, 4 AGO (ANSA) - O goleiro Bruno, condenado pelo assassinato de Eliza Samúdio, foi autorizado pela 1ª Vara Criminal de Varginha, em Minas Gerais, a trabalhar durante a semana como professor de futebol na cidade.   


O novo local de trabalho do atleta será no Núcleo de Capacitação para a Paz (Nucap), com uma jornada de segunda a sexta-feira. A função de professor o auxiliará na redução da pena de 22 anos de detenção. A cada três dias de serviço prestado, Bruno descontará um de sua condenação. Com este projeto, Bruno irá lecionar futebol para filhos de detentos em Varginha. No local, as crianças têm acompanhamento psicológico, atendimento médico e aulas particulares.   


foi condenado em 2010 pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro e ocultação de cadáver.   


Em fevereiro deste ano, o jogador recebeu um habeas corpus e retornou ao futebol para defender o Boa Esporte de Minas Gerais.   


Após dois meses no clube, Bruno retornou à prisão por determinação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.



Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos