Marinha da Líbia resgata 800 imigrantes que iam para Itália

ROMA, 5 AGO (ANSA) - A Guarda Costeira da Líbia informou neste sábado (5) que "salvou e prendeu" 826 imigrantes ilegais que estavam em barcos com destino à Itália na altura da costa marítima de Sabrata.   

Em um comunicado do porta-voz da Marinha Militar, Ayoub Qassem, informou que havia crianças entre as centenas de deslocados, que tinham nacionalidades líbia, marroquina, tunisiana, argelina, sudaneses, síria e de outros países do norte da África.   

Os imigrantes estavam em cinco embarcações e foram entregues às autoridades que combatem a imigração clandestina na Líbia. Desde a última quarta-feira (2), a Itália ajuda no trabalho de monitoramento das águas líbias no Mar Mediterrâneo, em uma missão naval que chegou a ser criticada por líderes do país africano - apesar de ter sido acertada com o governo do premier Fayez al-Sarraj.   

É dos portos da Líbia que parte a maior quantidade de pessoas que fogem de conflitos ou da miséria nos países africanos em busca de uma vida melhor na Europa. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos