Rumores de candidatura de vice irritam Donald Trump

NOVA YORK, 7 AGO (ANSA) - Após uma matéria do jornal norte-americano "The New York Times" informar que o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, estaria planejando concorrer à Presidência em 2020, Donald Trump voltou a atacar a mídia do país.   

"A minha base de apoiadores é maior e mais forte do que nunca (mesmo com aquilo que dizem algumas falsas pesquisas das 'Fake News'). O falido New York Times, que fez todas as previsões erradas sobre mim, inclusive minha grande vitória eleitoral (desculpe), é totalmente ineficiente", escreveu em uma série de postagens no Twitter durante suas férias de 17 dias do cargo.   

Quem também se manifestou e chamou a matéria de "ofensiva" foi o próprio Pence. Segundo o vice-presidente, dizer isso é "ridículo e absurdo" e os "norte-americanos sabem o quanto é uma honra para mim trabalhar ao lado de um presidente como Donald Trump".   

"Mesmo com as 'fake news' com as quais muitos tentam dividir a administração, a minha equipe inteira continuará a concentrar todos os seus esforços para levar adiante a agenda do presidente Trump com o objetivo da sua reeleição em 2020. Outras sugestões são ridículas", disse Pence.   

No entanto, nesta segunda-feira (7), a "CNN" publicou um longo texto confirmando que pessoas aliadas do atual vice está já conversando sobre a arrecadação do dinheiro com investidores do Partido Republicano e que a dura resposta contra o jornal é para mostrar "fidelidade" ao presidente. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos