Opositor denuncia manipulação de eleições no Quênia

NAIROBI, 9 AGO (ANSA) - O líder da oposição e candidato à Presidência do Quênia, Raila Odinga, denunciou nesta terça-feira (9) um ataque de hackers que teria atingido dados eleitorais.   

Segundo ele, o resultado da eleição de ontem estaria manipulado.   

"É um ataque à democracia", disse Odinga, após as primeiras contagens apontarem para uma vitória de atual presidente, Uhuru Keniatta, com 54% dos votos. Apesar dos apelos de paz, houve confrontos entre eleitores e ao menos uma pessoa morreu. A polícia informou que atirou contra os manifestantes que protestavam contra os resultados eleitorais no sul do país. De acordo com Odinga, um grupo de hackers teria invadido o sistema da Comissão Eleitoral do Quênia para garantir a vitória de Keniatta, que está no poder desde 2013. Em outra eleição, em 2007, vários protestos pelo país terminaram com mil mortos. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos