Prefeito italiano faz greve de fome para salvar castelo

LUCERA, 10 AGO (ANSA) - Buscando salvar o que restou das estruturas do Castelo de Lucera, o prefeito do município italiano, Antonio Tutolo, e seu conselheiro, Leonardo Renzone, proclamaram uma greve de fome até que recebam ajuda para o local ser restaurada.   

O castelo foi construído em 1233 a pedidos do então rei da Itália, Federico II, e é uma fortaleza importante na história de Lucera, que fica na província de Foggia. Segundo Renzone, para tentar salvar o que sobrou do castelo, ele enviou cartas pedindo ajuda para diversas autoridades da Itália, entre eles o presidente, Sergio Mattarella, e o primeiro-ministro, Paolo Gentiloni. "É um verdadeiro pedido de ajuda para salvar a fortaleza", explicou.   

Já sobre a greve de fome, o prefeito de Lucera e seu conselheiro asseguraram que "irão continuar até o fim".   

Em 1998, o Instituto dos Engenheiros Civis de Foggia avaliou que o estado dos muros do castelo estavam em situação dramática e preocupante, com riscos de desabamento. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos