PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Herdeiro da Samsung é condenado a 5 anos de prisão

25/08/2017 07h22

SEUL, 25 AGO (ANSA) - O herdeiro e o vice-presidente do grupo Samsung, Lee Jae-yong, foi condenado a cinco anos de prisão nesta sexta-feira (25) pelos crimes de corrupção, apropriação indébita e outros crimes, como falso testemunho e ocultação dinheiro no exterior.   

O sul-coreano de 49 anos foi envolvido no mega escândalo de corrupção ocorrido no país e que causou o impeachment da ex-presidente Park Geun-hy no início desse ano. Por conta de sua participação no esquema, a Procuradoria de Seul havia pedido uma condenação de 12 anos de detenção.   

O vice-presidente da Samsung sempre negou as acusações de ter buscado "favores políticos" e de ter pago propina para o governo.   

Lee Jae-yong está preso na capital da Coreia do Sul desde fevereiro por ter pago 43,3 bilhões de wons (cerca de US$ 38,3 milhões) para a amiga e confidente da ex-presidente, Choi Soon-sil, pivô de todo o escândalo. O dinheiro seria usado para garantir que a empresa tivesse benefícios do governo.   

A defesa do herdeiro da Samsung já anunciou que vai recorrer da decisão. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional