PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Comissão UE dá 1º passo para dar verba para cidades italianas

30/08/2017 20h09

BRUXELAS, 30 AGO (ANSA) - O Parlamento Europeu aprovou, em primeira votação, a ajuda de cerca de 1,2 bilhão de euros para as cidades devastadas por terremotos na área centra da Itália em 2016.   

A votação desta quarta-feira (30) ocorreu na Comissão de Orçamentos da entidade e o texto foi aprovado por 37 votos favoráveis e um contrário. Agora, o texto passará para a assembleia do Parlamento, que se reunirá em Estrasburgo entre 11 e 14 de setembro.   

Os embaixadores dos Estados-membros já aprovaram, no mês de julho, o montante bilionário, mas a liberação deve ocorrer apenas após os trâmites legais. Esse é o maior valor dado pelo chamado Fundo de Solidariedade da Comissão Europeia desde a sua criação, no ano de 2002.   

"Estamos sempre próximos às vítimas do terremoto, às famílias e a tantos que ainda precisam de ajuda e assistência. Com o voto de hoje, a União Europeia mostra mais uma vez que a sua solidariedade ocorre de maneira concreta com contribuições substanciais para a emergência e a reconstrução", afirmou o presidente do Parlamento, Antonio Tajani, após a votação.   

Os terremotos devastaram diversas pequenas cidades, especialmente Amatrice, Accumoli e Arquata del Tronto, em uma sequência sísmica que começou no dia 24 de agosto. Os tremores se seguiram e tiveram um novo ápice no fim de outubro, onde a cidade de Norcia foi a mais destruída.   

Ao todo, 333 pessoas morreram nos terremotos e os danos totais dos sismos foram estimados em cerca de 23 bilhões de euros.   

(ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Internacional