China pede para Brics se posicionar contra protecionismo

PEQUIM, 3 SET (ANSA) - O presidente chinês, XI Jinping, abriu neste domingo (3) a Cúpula dos Brics, grupo de economias emergentes formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, e disse que os países devem se opor firmemente ao protecionismo e promover a liberação do mercado e economia aberta.   

Durante o primeiro dia da reunião de negócios em Xiamen, na China, Xi acrescentou que os cinco países devem trabalhar para a abertura da governança econômica global porque "apenas a abertura oferece progresso e apenas a inclusão apoia esse progresso" O mandatário chinês ainda lamentou o fato de "o protecionismo estar em ascensão", ressaltando principalmente modelos como os Estados Unidos, com o governo do presidente Donald Trump, e na Europa.   

"Devemos pressionar por uma economia mundial aberta, promover a liberalização e facilitação do comércio, criar conjuntamente uma nova cadeia de valor global e realizar um reequilíbrio econômico global", disse Xi aos líderes empresariais e altos funcionários do Brics.   

Ele ainda afirmou que tinha "plena confiança" no desenvolvimento dos países do Brics. "O desenvolvimento dos mercados emergentes e dos países em desenvolvimento não afetará o queijo de ninguém, mas, em vez disso, irá crescer diligentemente a torção econômica mundial".   

No encontro realizado após um novo teste nuclear da Coréia do Norte, Xi não mencionou explicitamente o ocorrido em seu discurso, mas o Ministério das Relações Exteriores da China condenou veementemente Pyongyang e afirmou que o presidente da Coréia do Norte precisa "parar de tomar atitudes equivocadas que só pioram a situação".   

Durante os três dias de reuniões, com término na próxima terça-feira (5), os líderes dos Brics serão acompanhados pelos países observadores da Tailândia, México, Egito, Guiné e Tajiquistão. Além disso, será discutido o plano "Brics Plus" para possivelmente expandir o bloco para novos membros. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos