Casos de Chikungunya colocam Itália em alerta

ROMA, 8 SET (ANSA) - Ao menos três casos de Chikungunya, doença transmitida por mosquitos como o Aedes aegypti e Aedes albopictus, colocaram a cidade de Anzio, na Itália em alerta.   

A comuna, que fica na região de Lazio, na província de Roma, determinou nesta sexta-feira (8) a desinfecção de toda a área e bloqueou as doações de sangue pelos próximos 28 dias. As pessoas atingidas pela doença estão sendo medicadas e não correm risco de vida.   

Além disso, a região de Lazio emitiu uma circular para profissionais médicos e enfermeiros de toda a localidade para ficarem mais atentos com pessoas que possam apresentar sintomas da doença.   

Também convidaram os cidadãos que apresentarem qualquer tipo de sintoma comum da Chikungunya - como febre alta, dor nas articulações e erupções cutâneas - busque atendimento médico rapidamente.   

"Provavelmente, o número total dos contágios é superior a três.   

Mas, a zona já está sendo desinfetada e a chegada do outono impedirá que a epidemia se estenda além", disse o diretor do departamento de Doenças Infecciosas do Instituto Superior de Saúde, Gianni Rezza.   

Não é a primeira vez que a Itália registra casos da doença em seu território. Em agosto de 2007, foram notificados os primeiros casos autóctones, ou seja, contraídos dentro do país, na região de Emilia-Romana. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos